Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Tarifa Branca

​Consumidor poderá optar por nova modalidade de tarifa de energia elétrica a partir de 2018:

As distribuidoras de energia de todo o Brasil passarão a oferecer, a partir de 2018, a Tarifa Branca, uma nova opção de cobrança que dá ao cliente a possibilidade de pagar valores diferentes de tarifa em função da hora em que consome energia elétrica. A medida – aprovada no ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – não será obrigatória e vai beneficiar, principalmente, quem conseguir adequar o seu consumo, reduzindo o uso de energia no período de pico e priorizando o uso em horários alternativos.

Para os clientes que aderirem à nova modalidade, o valor da tarifa vai variar de acordo com três horários: ponta, que é o horário de pico na demanda; intermediário, compreendendo intervalos antes e/ou depois do horário de ponta; e fora de ponta, período de menor consumo de energia. Nos dois primeiros, a energia é mais cara em função da maior demanda. Já no último é mais barata.  Nos finais de semana e feriados, apenas a tarifa fora de ponta será aplicada.

​​​​

Atualmente há apenas uma tarifa, a convencional, que tem um valor único (em R$/kWh) cobrado pela energia consumida e que não muda de acordo com o período do dia. A Tarifa Branca será um incentivo para que alguns consumidores desloquem o consumo dos períodos de ponta para aqueles em que a rede de distribuição de energia elétrica tem capacidade adicional de atendimento, ou seja, quando o consumo é menor, reduzindo a necessidade de investimentos adicionais no sistema e contribuindo para a modicidade das tarifas.

O cliente deverá fazer, inicialmente, uma análise criteriosa para avaliar se a mudança vale ou não a pena de acordo com a sua rotina. Será importante que ele conheça o seu perfil de consumo ao longo do dia e a diferença de preço entre a Tarifa Branca e a convencional. Isso porque este modelo não se encaixa nos hábitos de uso da energia de todos os perfis de consumidores.​

"Quanto mais o cliente reduzir o consumo em horários em que a energia é mais cara e ampliar o uso no horário fora de ponta, mais vantajosa será a Tarifa Branca. É uma decisão que precisa ser muito bem avaliada, pois se o cliente optar pela mudança, mas mantiver o uso de energia nos horários de maior demanda ou mesmo se descuidar no deslocamento do consumo para a fora ponta em alguns dias, ele pagará um valor final mais alto na conta de luz", explica Cleyson Jacomini de Sousa, Diretor Comercial Corporativo do Grupo Energisa.

O executivo explica que quando o novo modelo de tarifa entrar em vigor, as agências de atendimento presenciais da Energisa oferecerão aos clientes o termo de adesão, que deve ser avaliado com base nos impactos de migrar ou não para a nova modalidade, pensando nos hábitos de consumo individuais. "O cliente precisará primeiro avaliar, de maneira bem objetiva, como é o seu hábito de consumo e o que é possível mudar. Com base nisso, ele poderá procurar nossas agências de atendimento para confirmar se a opção pela Tarifa Branca será vantajosa ou não. Em última instância, os riscos da decisão são do cliente, por isso é necessária cautela no momento de optar", explica Cleyson.

Para garantir a entrada em vigor do novo modelo de tarifa, as concessionárias precisam tomar uma série de providências, que ainda estão em curso, envolvendo desde a aquisição de medidores especiais, a reformulação dos sistemas comerciais e até a capacitação das equipes de atendimento para auxiliarem o consumidor no processo de tomada de decisão. Para os clientes que optarem por essa modalidade, será necessária a instalação de um novo medidor, aprovado pelo Inmetro, que registre o consumo de acordo com os horários em que a energia elétrica é utilizada.

Essa opção será oferecida aos clientes de forma gradativa. A regra estabelecida pela ANEEL é que, no primeiro ano, a partir de 2018, a Tarifa Branca esteja disponível para clientes já ligados com consumo médio mensal acima de 500 kWh. Os pedidos de ligação de novas unidades consumidoras também poderão optar, a partir de 2018, pela Tarifa Branca no momento da solicitação da ligação, independente da faixa de consumo. Em 2019, valerá também para unidades com consumo médio superior a 250 kWh/mês e, em 2020, para os consumidores de baixa tensão, qualquer que seja o consumo. Vale reforçar que a Tarifa Branca não se aplica aos consumidores residenciais Baixa Renda, beneficiários de descontos previstos em Lei e à iluminação pública.

​​​tarifa-branca-5.png


Além disso, da mesma forma que será possível aderir à nova modalidade, o consumidor poderá solicitar seu retorno ao sistema de tarifa convencional caso avalie que seu perfil de consumo não está realmente adequado.

Mais informações podem ser obtidas no site da Aneel: www.aneel.gov.br

HORARIO

A adesão à Tarifa Branca é opcional e vantajosa apenas para clientes que não utilizam equipamentos elétricos das 16h30 às 22h, a depender da sua área de concessão.

Confira abaixo qual será o horário de ponta e o horário intermediário em cada unidade. O resto do dia é considerado horário fora de ponta.

Energisa Mato Grosso e Energisa Mato Grosso do Sul:

Fora do Horário​ de Verão​
Horário de PontaHorário Intermediário
17:30 às 20:3015:30 às 17:30 e das 20:30 às 21:30

​ 

Dentro ​do Horário de Verão
Início do    Horário de PontaTérmino do Horário de Ponta
18:30 às 21:2916:30 às 18:29 e das 21:30 às 22:29

Energisa Borborema, Energisa Paraíba e Energisa Sergipe:

Horário de P​​ontaHorário Intermediário
17:30 às 20:3016:30 às 17:30 e das 20:30 às 21:30

*Os estados da Paraíba e Sergipe não adotam o horário de verão.

Energisa Tocantins:

Horário de PontaHorário Intermediário
18:00 às 21:0017:00 às 18:00 e das 21:00 às 22:00

*O estado de Tocantins não adota o horário de verão.

Energisa Minas Gerais:

​Fora do Ho​rário de Verão
Horário de PontaHorário Intermediário
17:30 às 20:2916:30 às 17:29 e das 20:30 às 21:29

 

Dentro do​ Horário de Verão
Início do    Horário de PontaHorário Intermediário
18:30 às 21:2917:30 às 18:29 e das 21:30 às 22:29

Energisa Nova Friburgo:

​Fora do Horário de Verão
Horário de PontaHorário Intermediário
18:00 às 20:5917:00 às 17:59 e das 21:00 às 21:59

 

Dentro ​do Horário de Verão
Início do    Horário de PontaHorário Intermediário
19:00 às 21:5916:00 às 18:59 e das 22:00 às 22:59

Energisa Sul-Sudeste:

​Fora do Ho​rário de Verão
Horário de PontaHorário Intermediário
18:00 às 20:5917:00 às 17:59 e das 21:00 às 21:59

 

Dentro ​​do Horário de Verão
Início do    Horário de PontaHorário Intermediário
18:00 às 20:5917:00 às 17:59 e das 21:00 às 21:59


FIQUE DE OLHO NA CONTA E NO SEU PERFIL

Se você consome mais de 500 kWh por mês e usa energia elétrica de madrugada, de manhã, no início da tarde ou no final da noite, a Tarifa Branca pode ser vantajosa, reduzindo o valor da tarifa de energia.

Porém, deve ter muita disciplina e só consumir energia nesses períodos do dia. Caso contrário, poderá aumentar a tarifa em 127%.​

FAÇA O TESTE AGORA MESMO!

Faça o teste e confira se a Tarifa Branca Serve para você.​ 

​1. Simule o seu consumo u​​​tilizando nosso Simulador de Consumo​ e veja o calculo do seu consumo atu​al utilizando a tarifa convencional. ​​​Sim​u​​​lad​or de Consumo
2. Após a simulação do seu cons​umo, faça uma nova simulação utilizando o Simulador de Tarifa Branca​ e verifique se a tarifa branca é indicada para o seu perfil de consumo! Simul​ador de Tarifa Branca​​
​​​3. Observe a difere​​nça e veja se a tarifa branca vale a pena para você. Em caso de dúvida, entre contato com nossos canais de atendimento. ​​





Compartilhe nas redes sociais

​​